“Fiz de mim o que não soube e o que poderia fazer de mim não o fiz. O dominó que vesti era errado. Conheceram-me logo por quem não era e não desmenti, e perdi-me. Quando quis tirar a máscara, estava pegada à cara. Quando a tirei e me vi ao espelho, já tinha envelhecido.” (“Tabacaria”. Álvaro de Castro-Fernando Pessoa)

Escrevi hoje sobre “paixão” para o outro blog do qual me tornei colunista a partir desta semana, porém, achei o tema tão pertinente que resolvi adaptá-lo e trazê-lo para o meu/nosso espacinho também, só que em outro contexto.
Divagando no texto tabacaria que cito acima, ouso crer: acordei!
Acordei para a vida e a amplitude que isso implica, e acordei a tempo de concluir: A vida realmente é feita para ser vivida com paixão!
Por isso, hoje eu te convido para algo diferente: Apaixone-se!
Quer seja pelo seu trabalho, pelo seu filho, pelo seu amor… não há regras pelo quê, o que importa é que você faça o que tem que ser feito, sinta o que têm que ser sentido com paixão. Que você viva com paixão.
Que os efeitos colaterais que a paixão deixa,como ver mais cor na vida e achar graça de tudo e mais algumas coisas tome conta dos seus dias.
Se você vestiu o dominó errado, se há alguma máscara ocultando o que você realmente é, está na hora de tirar. Está na hora de se mostrar.
É tempo de viver o que você realmente é.
É tempo de colocar uma pitada de paixão nessa vida e descobrir por que algumas pessoas acham o arcoíris tão mágico.

Camila Lourenço
(Caso queiram ler minha postagem no Blog de MKT para o qual escrevo, cliquem aqui: http://bit.ly/hLf6m4 ) Beijo!