Sentimento não dito é sensação engolida, digerida.
É irresponsabilidade responsável consigo.
É erupção abafada, guardada, perigosamente borbulhando em segredo.
É ânsia que não é amiga, mas que encontrou no peito algum lugar.
É morte lenta, lenha queimando em pequenas faíscas. É saudade que aprendeu ficar e calar.
É anti-herói aprendendo se curar.

Camila Lourenço

“Jar of Hearts – Christina Perri (Sam Tsui Cover)
P.S: Não poderia deixar de agradecer ao Sandrio que ontem endereçou a mim em seu blog um dos textos mais reflexivos que já recebi. Obrigada Sandrio, a leveza da sua alma me faz crer ainda mais no ser humano. Um beijo nesse coração grande e um xêro no cangote de vocês, leitores, que sempre passam por aqui.