Lealdade, fidelidade e você

Home  >>  sons-do-coracao  >>  Lealdade, fidelidade e você

Lealdade, fidelidade e você

5
jan,2013

0

IMG_20140729_090906

Certa vez vi a atriz Ana Paula Arósio falar sobre fidelidade e lealdade em uma das novelas que ela estava atuando. Na época fiquei vários dias tentando entender na prática o que diferenciava uma coisa da outra, em vão. Demorei um pouco pra chegar a conclusão sobre o assunto e acredito que muitas pessoas, assim como eu não tinha, sequer têm ideia da diferença de tais palavras e o peso de ambas em nossa vida, numa amplitude muito maior que relacionamentos.

Quem nunca traiu ou foi traido, que atire a primeira pedra. Já fomos traidos tanto no quesito mais “corneamente” falando quanto aos mais intrísecos e delicados, e essa mão é dupla, já fomos os autores de tal “pecado” também, em todos os aspectos. A espera de fidelidade alheia está intimamente ligada à sobrevivência do nosso “eu”, que chamamos de ego e mais ligada ainda à tão popular e devastadora “expectativa”. As pessoas esperam não serem traidas por se acharem legais, fiéis, merecedoras e por terem entre si e ao marido/esposa/namorado, trabalho, amigo  ou o quer que seja o trato de serem fieis enquanto dure. Acontece que fidelidade, tanto a nossa para com as pessoas e das pessoas para conosco tem muito mais a ver, ou melhor dizendo, tudo a ver, com o que pessoa acredita e vê a vida em si do que como ela nos vê. Como nós as vemos.

Eu não sou uma pessoa fiel a pessoas, eu sou uma pessoa fiel ao que sinto, ao que acredito e ao que me proponho a viver. Hoje, após alguns anos, não tantos, aprendi ser assim. Não sou fiel à minha mãe. Sou fiel a tudo que ela me ensinou e o amor que a ela devoto. Sou fiel a mim, sendo assim, automaticamente, sou fiel a ela (fidelidade essa que é com certeza uma das mais imutáveis da minha e sua vida). Não sou fiel a namorado. Sou fiel ao que sinto pela pessoa que está comigo, ao acredito de “certo” dentro do contexto que fui ensinada e fiel ao que me propus a viver com a pessoa, o que implica, que, automaticamente, fiel a ela.

Acredito que nossos erros no quesito relacionamentos x fidelidade estejam exatamente na falta de lealdade, primeiramente conosco, em segundo com a pessoa ou situação que estamos vivendo. Lealdade significa: a qualidade, ação ou procedimento de quem é leal. Leal é sincero, franco e honesto. Fiel aos seus compromissos. 

Quando somos sinceros e francos com nós mesmos e com quem quer que esteja ao nosso lado, a fidelidade (que é um dos sinônimos de lealdade) passa a ser consequencia. Entrar nas situações e relacionamentos da vida totalmente ciente do que você é, de como está e quanto ao que acredita e esplanando(na medida que couber) isso para a outra pessoa é o que impede que falsas expectativas sejam geradas e tenham frustrações como fruto.

As vezes passamos por cima do que somos e acreditamos em nome de um emprego, um aumento, um namorado e esperamos que as pessoas beneficiadas por tal ato de mutilação realizado por nós a nós mesmos receba nosso “sacrifício” com amor, fidelidade e lealdade que nós mesmos não fomos capazes de nos oferecer. Se nem nós mesmos estamos sendo fieis a nós, porque outras pessoas seriam?

Essas duas palavrinhas simples têm sido, desde tempos, responsáveis por inúmeras separações dolorosas, rompimentos de amizades antigas e decepções nos mais diversos tipos de relacionamentos e acontecem antes de mais nada porque desaprendemos ser fiéis a nossa essência, sem a qual somos nada mais que um RG ambulante e automático.

Recuperar isso, a nossa essência, nada têm de dor ou difícil. Basta voltamos fazer e ser o que sempre quisemos, o que sempre gostamos, não no sentido libertino de ser, mas no sentido daquilo que faz nosso corpo pulsar e se sentir vivo (além do sangue, claro. rs).

É vã toda e qualquer tentativa de buscar no outro o que está em você. Em nós.

Parece simples como tomar água quando se está com sede. E é. É clichê mas é verdade: o mundo devolve aquilo que você de coração, pura e simplesmente dá porque é.

Experimentar a fidelidade e lealdade a si mesmo é algo tão divino que deveria ser mandamento.  E é: “Ame ao próximo como a si mesmo.”

Sermos mais fiéis e leais a nós mesmos que nossos cães o são, foi o sopro da felicidade dessa vez.