Presente de grego

Home  >>  sons-do-coracao  >>  Presente de grego

Presente de grego

21
jul,2011

8

“Eu treinei viver sem você, eu treinei porque você sempre achou um absurdo o tanto que eu precisava de você para estar feliz. De tanto treinar, acostumei.”
|Tati Bernardi|
A bosta toda foi que eu aprendi ficar sem você. Agora as tardes não parecem mais tão sombrias e meus braços não ficam mais entre os seios pra disfarçar o oco quando acordo. Eu já até transito pelas nossas ruas sorrindo e as nossas memórias eu bloqueei tanto que já nem consigo mais encontrar.
E essa é a merda toda, o céu sem azul gritante já não me incomoda mais e agora sou até capaz de seguir em frente e só, e te juro, as vezes eu quase te odeio por isso, por agora tudo em mim estar tão no lugar. Só ficou um resquício para trás, que é essa saudade chatinha que eu sinto de você, mas até com ela já aprendi me acostumar.
“Talking To The Moon – Bruno Mars”
Camila Lourenço

A gente tem que se adaptar às adversidades,desilusões da vida. =

Pense,num presente de grego!

Renata Cibelle

Andressa disse:

saudade é chata, mas não vivemos sem.

placco araujo disse:

Que tudo o que postastes acima seja verdade, se de fato tu és o sujeito da história.. beijos menina

Faz um bem danado quando já nos libertamos do que nos aprisiona.
Beijos amada…

Mila disse:

Nós nos acostumamos com tudo, com aquilo que é maravilhoso e de repente é nos arrancado à força e também aquilo que nem é tão bom, que judia e causa dor. Ter que acostumar com a ausencia de alguém é o pior dos costumes, a dor do desapego é triste, tem todo um trabalho, o processo é lento e ainda temos que contar com a colaboração do tal ser em questão quando se trata de um relacionamento rompido, pq em muitos casos a pessoa não some totalmente da sua vida, ela quer simplesmente mudar a relação…

(Suspiro)…Eu já me acostumei com tanta coisa nessa minha vida!

Eu prefiro ficar na ausência de alguém, do que ter alguém que tem ausência de sentimento por mim no meu lado. Melhor ficar separado se não vale a pena. Pois se valesse estariam juntos. Eu aprendi que quem realmente ama e quer ficar junto, não existe a palavrinha “mas”. A gente se acostuma sim a viver sim sem esse alguém. Beijinhos.

Juliana Alves disse:

Exatamente assim, a adaptação é a lei da vida, lei da sobrevivência, e acostumar-se com a ausência de alguém é imprescindível… O difícil é chegar a esse ponto, depois que se chega.. Ai já era, vira-se facilmente uma página! Bjs, Querida! =*

Erica Gaião disse:

Camila!

Não é difícil acostumar-se à ausências quando se tem um coração programado para a felicidade. Ser feliz é isso: É ter um coração capaz de dissipar a dor, por não haver espaço para ela, dentro.

Beijos, sua linda!