Surpresa de pedido de casamento

Home  >>  sons-do-coracao  >>  Surpresa de pedido de casamento

Surpresa de pedido de casamento

23
abr,2015

0

Bom dia, meu povo.

Conforme prometido em minhas redes sociais, hoje é dia de contar sobre a surpresa de pedido de casamento que organizei no último sábado, dia 18.

Na semana passada, o noivo, Geovane, entrou em contato comigo para organizar algo que tornasse a cerimônia especial e inesquecível pra Laíne, minha amiga e noiva do Geovane (o qual conheço tem pouco tempo).

Claro que topei na hora o desafio. E aqui esbarrei em um dos pontos que acontece muito com quem quer pedir a namorada em casamento, quer fazer algo especial, mas as coisas acabam acontecendo rápidas, ou de forma normal demais. A mão da Laíne já havia sido pedida para a mãe e no sábado, eles iriam reunir a família para oficializar o noivado. Bem, então eu não contaria mais com o efeito surpresa. Como então tornar o pedido, que já havia sido feito, em algo especial?

Bem, minha ideia foi envolver todas as pessoas que fazem parte da vida do casal.

Pra começar, pedi ao Geovane (o noivo) que comprasse 20 flores e depois de uma conversa com ele, escrevi uma promessa em cada flor. As promessas eram coisas simples, como “quando você deixar de fazer jantar porque comeu chocolate, prometo te amar. Quando o mal humor atacar, se você emagrecer ou engordar, prometo te amar”. 

Bem, depois das flores compras e com cada promessa colada no embrulho que as envolvia, veio a segunda parte. Uma flor foi dada a amigos e familiares da noiva e do noivo. Já no evento, antes dos noivos chegarem, distribuí as flores pela ordem das promessas (elas eram enumeradas) e coloquei a Sofia, prima da noiva, de uns dois anos de idade para entregar a primeira flor, e a mãe da noiva, a última.

11180200_10206598837315463_2146374113_n

Quando a noiva chegou e foi aproveitar a festa, de repente começou tocar “Sugar”, a Sofia, pititica, foi onde a noiva estava entregar-lhe uma das flores. A Laíne achou que era uma fofura da sua prima, apenas. Até então, não desconfiava de nada. Foi quando então, um a um, todos começaram a ir ao seu encontro  dançando entregar-lhe as flores com as promessas.

Quando todos entregaram, o noivo, tremendo e emocionado, começou a ler o seguinte texto que escrevi pra eles, a partir do que foi conversado comigo e do que eu sabia da história.

O texto abaixo foi lido ao som da música, Thinking Out Loud, que está logo abaixo. Dê o play para que a emoção do momento chegue a você também.

Prometa que vai me amar mesmo quando eu ficar careca e não conseguir mais não pisar em seus pés quando eu te tirar pra dançar?

Porque eu te prometo hoje que continuarei te amando mesmo quando você acordar descabelada. Prometo te amar mesmo nos dias de TPM atacada. Te amarei e beijarei mesmo quando você acordar com bafo, ou para o banheiro eu tiver que te levar. Prometa, amor, que você vai me amar mesmo quando as minhas mãos estiverem enrugadas e nenhum dente houver em minha risada?

Porque hoje eu prometo te amar mesmo quando você deixar de ser menina, te amarei mesmo quando seus cabelos não forem mais negros (quer por força da tinta ou do tempo). Eu vou rir das suas poses fotografadas, e coelhos e cachorros em nossa casa terão poderes de fada.

Môbein, eu prometo te lembrar de fotografar a vida, e vou sorrir com o seu melhor. Eu te prometo me dar a você por inteiro e te aceitar inteira, tal qual é. Pra juntos nos complementarmos e não completarmos.

Das 7 bilhões de pessoas do mundo, eu escolho você para passar a *infinidade dos nossos dias contados. Eu te escolho não porque te preciso, assim como você poderia muito bem continuar vivendo sem nosso amor. Eu te escolho porque a vida é mais bonita e eu sou melhor ao seu lado. Eu te escolho porque de todas as maneiras que eu poderia viver essa vida, eu escolho vivê-la caminhando ao seu lado.

Quer casar comigo?

Claro, o pedido foi feito ajoelhado e recebido com um um sim emocionado e banhado em lágrimas.

10557220_10206570517967497_5799406499595435172_n

Pra mim, foi gratificante fazer parte da história de amor desses dois. Uma porque a Laíne é minha irmãzinha de consideração, que vi crescer, que amo de paixão. E outra porque amo histórias de amor.

Que seja eterno enquanto dure. E que dure pra sempre e sempre.

A música que tocou enquanto entregávamos as flores foi essa:

E se você quiser ajuda pra fazer uma surpresa para seu amor também, só entrar em contato pelo email: [email protected]

 

E não se esqueça, dia 29 agora, na próxima quarta, tem o lançamento do Enquanto você não vem, meu livro. Compareça e venha celebrar o amor e os sonhos comigo. 🙂

 

 

(*Frase retirada do filme A Culpa é das Estrelas)