Uma vez mais

Home  >>  categoria  >>  Uma vez mais

Uma vez mais

13
jun,2011

6

Qualquer dia pode ser o último. O meu, o seu, o de qualquer um. Mas, qualquer dia nosso, pode ser mesmo, o último.
Eu fingiria que não me importo se isso fosse garantia de ver aquele seu olhar inseguro que me faz acreditar que talvez, tudo esteja bem. Faria de conta que te esqueci, só pra alimentar o meu ego que fica feliz quando você sente medo de eu realmente ter te esquecido. Mas, não quero nada disso.
Eu só quero sentir seu corpo mais uma vez no meu, de mãos dadas, de olho grudado, de boca colada e espantar as minhas lembranças, que insistem em se intitularem como derradeiras, pra longe.
Não peço pro tempo voltar, poque ele não volta, e se ele voltasse também, eu pediria não pra nunca saber de você (talvez pedisse também), mas pra nunca saber como eu sou através de você.
Agora, que esse papo já ficou sério e triste demais, eu só quero que você me dê aquele sorriso e me faça esquecer de razão, de emoção, de mim, de você e do mundo. Eu só quero ser feliz no seus braços mais uma vez, hoje. Amanhã eu vejo o que eu faço comigo. Hoje eu só quero o hoje.
Camila Lourenço
Carina B. disse:

Para sempre por enquanto é a minha temporalidade preferida.

Adorei o texto e teu blog, que ainda vou “fuxicar” mais.
🙂

Beijos!

a gente sempre fica de olho no futuro, e esquece o presente.

Na verdade camila todos os meus dias são ultimos, pois não creio no fim como algo que subitamente me toma no percusso da vida. Mas creio que cada entardecer é o anucio do fim que não tarda como tarda a morte. Eu também hoje queria jogar-me nos braços dela, mas este sentimento faço como você, deixo os grafados no papel, isto me basta, para a minha linguagem basta o desejo.
beijos

Uma vez mais e mais outras vezes…rs’
Vontade de ser dois!

*BeijO*
Renata Cibelle

Querer o hoje, como se o amanhã não importasse, mas saber que no final não se vive apenas um dia…

Anonymous disse:

E eu quero viver o hj muito mais que ayer e sempre mais. Não me importar se vai ter o amanhã, pois é como se diz “o amanhã a Deus pertence”.
Menina, adoro toda a sua inspiração.
bjos
Cris Cajuína

obs.: só consigo comentar aki em como anônima.