Já quis te estapear, te xingar e te botar pra correr.
Te dizer que odeio sua falta de companheirismo e o desinteresse pelas pequenas coisas que costuram os pedaços de pano da roupa que nos une.
Mas, no lugar de fazer isso, corri e te abracei na intensidade da minha raiva apaixonada. Te dei carinho no lugar de tapas, e te disse calada com olhos, sorrisos, ouvidos, cabelo e pele: “continua aqui”.
Mas você continuou o mesmo babaca que guardava as demonstrações do depois na sua gruta mais secreta, e a cada atitude mesquinha e silenciosa, era um pedaço teu que você matava em mim.
Hoje decidi te dar minha sentença.
Engoli meu coração.
Agora ele está onde você não pode atingir.
Pronto, agora se você quiser, já pode partir.

Camila Lourenço