Seria até fácil querer você… se você tivesse um rosto.
Fico aqui gastando horas lendo mil e uma filosofias, conversando assuntos sérios com amigos(a), indo ao teatro, cinema, lendo jornais, reportagens e matérias diversas.
Existem vários assuntos para serem comentados.
Os velhos conceitos, os valores.
A chuva forte que tem assolado o Brasil.
Os pequenos que desde bebês já residem na rua.
Enfim, são vários os temas, e os problemas também.
Os valores, eu revejo, os conceitos também.
Para as chuvas que assolam, eu ajudo quem por ela foi devastado.
Para as crianças que não possuem ninguém, eu me doou sempre que posso em zelos desvelados.
Mas, e você?
Cansa te querer.
Cansa essa impressão péssima que você deixou.
Tua existência significa peito apertado?
Medo?
Insegurança?
São esses seus adjetivos?
Por que você ao menos não tenta parecer um pouco mais simpático?
Você bem que poderia ser igual a mim e não resistir a um desafio e me provar que você não é nada dessa imagem que tenho de ti guardada.
Se aceitares a oferta, o desafio está feito: Me prova que você é melhor do que penso, amor!

Camila Lourenço